Magia e Vodoo

Complementando alguns textos atuais sobre magia, vemos uma forma de materialização mágica, um tanto inconveniente, dependendo da intenção de quem as pratica, tomar um demasiado espaço na história do ocultismo estudado e realizado pelos seres humanos.
A questão dos Vodus é mais uma forma pouco hábil, porém, eficiente, de realizar tanto o bem quanto o mal para uma pessoa encarnada.
No entanto, poucas pessoas utilizam a prática dos Vodus para fazer o bem a alguém.
Envolta de toda essa ideia e concepção dos fatos, existe toda uma egrégora que tentarei levar a vocês neste texto muito resumidamente.

Qualquer objeto pode ser tornar um Vodu quando energizado por alguém.
Temos os Vodus que nos fazem bem. Estes são, como exemplo, ursinhos de pelúcia que nos afinizamos e passamos a a ter como companheiros encima de nossas camas e sofás, bonecas e bonecos que damos com amor aos nossos filhos. Enfim, a intenção está extremamente ligada a energia do Vodu e o que ele causará em nossas vidas.
Quando recebemos um presente de alguém, principalmente de alguém que não nos considera em sua vida, devemos ter muito cuidado. Existem diversas formas de magias guiadas e, muitas vezes, apenas intenções que podem se atrelar aos objetos que podem estabelecer forças perante os seres a que são destinados pelo toque ao receber tal presente ou apenas pelo ato de aceitar o objeto como presente, dependendo, é claro, do teor vibratório em se encontra o destinatário do Vodu.

Meziel, canalizado por Diego Gierolett

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s