#6 Relato mediúnico – Guardiões? Exus? A primeira vez que vi

Era noite e eu tinha acabado de deitar em minha cama quando vi um ser de capa preta e chapéu se aproximando. Ele parou em minha frente enquanto barrava um espírito feminino que me espiava por cima de seu ombro.

Diz ele: – Fechem-se as portas para o negativo!

Naquele momento eu já estava com muito sono, não senti medo embora aquela figura parecesse muito diferente de qualquer ideia de guia ou anjo que eu tivesse. Peguei no sono.

No dia seguinte, lembrando do acontecido e percebendo que estava sofrendo ataques desde que tinha decidido desenvolver minha mediunidade, resolvi que deveria convocar aquele ser de capa preta e chapéu para vir falar comigo ainda que eu não soubesse quem ele era e estivesse com um certo receio parecia que ele estava ali para me proteger e livrar de algum mal.

Mensagem do Capa Preta

Irmã, fique tranquila aqui quem fala é um amigo antigo de jornada, já trabalhamos juntos muitas vezes.

Fechem-se as portas para o negativo, pois a escuridão não alcançará mais a luz.

Por vezes, é necessário vestir-se de trevas caracterizado por fora para adentrar os abismos escuros e lá levar luz.

Legislar as trevas, levando a luz porque tudo está sob o comando da luz, com ele e por ele permanecemos e juntos todos somos UNO com o divino. Por mais que vistamo-nos diferentes.

A proteção da luz te guarda, teus irmãos te guardam e você ajuda a guardar os teus irmãos.

No silêncio da noite adentrando cavernas exaltando a luz e liberando os irmãos que perdidos estavam em seus caminhos, cessam-se os desejos de ódio e vingança, acaba-se com o desespero e promove-se a paz. 

A Seara é grande e os trabalhadores hoje são mais do que eram antigamente, anime-se, não há trevas que resistam agora. 

Não se deixe impressionar pelo barulho que fazem, gritam, apavoram, se fazem mais pavorosos do que realmente são, apenas para ganhar vossa atenção, mas ignore, emita amor e apenas seja UNO.

A união com o divino transcende qualquer barreira que possa se impor à você e seus irmãos.

A questão nunca foi os outros e, sim, você mesmo, o que deseja ao outro é aquilo que te será trazido de volta. 

A luz virá de todos os lados, não ignore a sua intuição, pois o amor a tudo prevalece e o que talvez tenha sido tirado de ti, vai-te ser devolvido, você merece a felicidade e felicidade terás.

Não se acabrunhe, salve paz, salve Oyá, salve pretos e pretas, salve de Goya.

Ao final dessa comunicação, eu já havia entendido função desse ser. Eu sabia que tratava-se de um guardião, o Exu, tão conhecido nas casas de umbanda, embora eu nunca tivesse pisado em uma.

Em breve, será postado um texto esclarecendo sobre esses seres.

#1 Relato mediúnico – Um espírito chama pelo meu nome – https://searaluzdavida.com/2019/12/01/1-relato-mediunico-um-espirito-chama-pelo-meu-nome/

#2 Relato Mediúnico – Cambindahttps://searaluzdavida.com/2020/01/16/relato-mediunico-2-cambina/

#3 Relato mediúnico – A distância entre o bem e o mal é uma pequena escolha – https://searaluzdavida.com/2020/01/25/3-relato-mediunico-a-distancia-entre-bem-e-mal-e-uma-pequena-escolha/

#4 Relato mediúnico – Contatando o anjo da guarda – https://searaluzdavida.com/2020/01/30/4-relato-mediunico-contatando-o-anjo-da-guarda/

#5 Relato mediúnico – Jugo Leve – https://searaluzdavida.com/2020/04/03/5-relato-mediunico-jugo-leve/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s