#5 Relato mediúnico – Jugo Leve

Queridos irmãos,

Nossos guias e anjos não são seres inacessíveis, muitas vezes consigo ter a impressão de conversar com pessoas normais. Como se estivesse entre amigos íntimos que conhecem minhas fragilidades, angústias, felicidades e desejos mais profundos.

Em determinada ocasião me senti como se pudesse fazer mais coisas e não estivesse fazendo, trabalho voluntário, envio de energia… O que será que eu não estou fazendo?

Me ocorreu a ideia de pegar o livro do Evangelho Segundo o Espiritismo para ler. Comecei com uma prece antes de abrir o livro e em meio a minha prece o guia, atento, buscava que eu o escutasse.

Engraçado que sou tão apegada a determinados rituais que quase nem parei para ouvi-lo, mas como a voz ecoava nos meus ouvidos internos eu parei e escutei.

Ele me dizia que a comunicação pode ocorrer a qualquer momento, não é necessário concluir uma prece para conversar com o guia, a comunicação pode ocorrer na rua, no trabalho, em qualquer lugar, não é benefício exclusivo de meditação profunda ou prece fervorosa.

Sendo assim, ele prosseguiu pedindo para que eu abrisse o evangelho e que conversaríamos sobre a mensagem.

O jugo leve

            1 – Vinde a mim, todos os que andam em sofrimento e vos achais carregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve. (Mateus, XI: 28-30)

            2 – Todos os sofrimentos: misérias, decepções, dores físicas, perdas de seres queridos, encontram sua consolação na fé no futuro, e na confiança na justiça de Deus, que o Cristo veio ensinar aos homens. Sobre aquele que, pelo contrário, nada espera após esta vida, ou que simplesmente duvida, as aflições pesam com todo o seu peso, e nenhuma esperança vem abrandar sua amargura. Eis o que levou Jesus a dizer: “Vinde a mim, vós todos que estais fatigados, e eu vos aliviarei”.

            Jesus, entretanto, impõe uma condição para a sua assistência e para a felicidade que promete aos aflitos. Essa condição é a da própria lei que ele ensina: seu jugo é a observação dessa lei. Mas esse jugo é leve e essa lei é suave, pois que impõe como dever o amor e a caridade.

Essa passagem veio ao encontro do meu questionamento. Não é necessário fazer grandes sacrifícios, a única coisa que devemos possuir em nosso coração é o amor e a caridade com os outros e com nós mesmos.

O trabalho na seara do Senhor é leve e recompensador.

E ao final desse momento eu só conseguia sentir uma enorme gratidão quando o meu guia revelou tantas coisas boas que haviam acontecido em minha vida após ter me colocado à serviço da espiritualidade.

Profunda gratidão ao amor e benevolência de nosso amado Deus/a.

Fiquem na paz profunda, amados e amadas!

Autora Melissa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s